Acesso ao Ensino Superior em Portugal


CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR
Portaria n.º 142-A/2021
de 8 de julho

Define os requisitos de candidatura para acesso e ingresso em instituições de ensino superior portuguesas no ano letivo 2021-2022 por parte de candidatos emigrantes portugueses, familiares que com eles residam e lusodescendentes.




Candidatura ao Ensino Superior 2021

Enquadrado no programa de modernização da administração pública, este sítio vem simplificar o processo de candidatura ao Ensino Superior. 

O sítio disponibiliza as seguintes funcionalidades:

        De            A                                                                    Funcionalidade
marçoFinal da candidaturaPedir atribuição de senha
maioFinal da candidaturaConsulta das provas de ingresso realizadas em anos anteriores que podem ser utilizadas na candidatura de 2021
6 agosto20 agostoCandidatura ao Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior de 2021 - 1ª fase
27 setembro8 outubroCandidatura ao Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior de 2021 - 2ª fase
21 outubro25 outubroCandidatura ao Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior de 2021 - 3ª fase

Mais informações em: Candidatura Online (dges.gov.pt)

            

Estudar & Investigar em Portugal

            Flyer Estudar e Investigar em Portugal 2021

O Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior destina 7% das vagas aos emigrantes portugueses e familiares que com eles residam. São vagas em todo o sistema de ensino superior público português, que abrange 107 instituições e mais de 5000 cursos, em todas as universidades e institutos politécnicos.


A divulgação das oportunidades oferecidas pelo ensino superior português junto das comunidades portuguesas e lusodescendentes, no âmbito do Programa “Estudar e Investigar em Portugal”, é uma iniciativa do Governo, com o envolvimento da Direção-Geral do Ensino Superior, do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, e das Instituições Portuguesas de Ensino superior. Nos últimos dois anos registou-se um aumento de 52% do número de emigrantes e lusodescendentes colocados pelo concurso nacional de acesso.

Além do contingente dedicado de acesso, os candidatos emigrantes e seus familiares podem também aceder ao ensino superior português com o ensino secundário concluído no país de acolhimento através da via profissionalizante; optar por um curso técnico superior profissional num instituto politécnico português, com possibilidade de posterior ingresso em licenciatura ou mestrado integrado; frequentar os mais de 1800 cursos de mestrado e 600 de doutoramento da rede de ensino superior público português; trabalhar em investigação nos 350 centros e laboratórios existentes em Portugal, em todos os domínios do conhecimento; e ainda, se já frequentam um curso superior no país de acolhimento, fazer um período de estudo em Portugal ao abrigo do programa de mobilidade Erasmus +.


Eventuais dúvidas, designadamente acerca do reconhecimento de diplomas obtidos no estrangeiro e demais condições de candidatura, devem ser remetidas para o seguinte endereço: acesso@dges.gov.pt.

Contingente Especial para Candidatos Emigrantes Portugueses e Familiares que com eles residam







Es português ou lusodescente? Candita-te ao Ensino Superior Português através do Contingente Especial para Candidatos Emigrantes Portugueses e Familiares que com eles residam.

Contacta a Direção-Geral do Ensino Superior através de acesso@dges.gov.pt

Porquê Portugal?



Concurso Nacional de Acesso



Contingente Especial para Emigrantes Portugueses, Familiares que com eles residam e Lusodescendentes





Substituição de Provas de Ingresso


Regimes Especiais de Acesso


Concurso Especial para Titulares de Vias Profissionalizantes



Cursos Técnicos Superiores Profissionais - CTESP



Estatuto do Estudante Internacional - Concuso Especial






Em 2020 foi criado o concurso especial de ingresso no ensino superior para titulares dos cursos de dupla certificação do ensino secundário e cursos artísticos especializados.
O concurso especial tem caráter voluntário, e está aberto às instituições de ensino superior, universitárias e politécnicas, que passam a poder disponibilizar uma nova via de ingresso nas licenciaturas e mestrados integrados, adequada às situações habilitacionais específicas dos diplomados das ofertas educativas e formativas abrangidas pelo presente decreto-lei.
Mantém-se a possibilidade de todos os alunos, incluindo os das vias profissionalizantes se candidatarem pelo Concurso Nacional de Acesso a todos os cursos. Nesses casos é facultado aos alunos das vias profissionalizantes do nível secundário a realização dos exames finais nacionais que elegerem como provas de ingresso para acesso ao ensino superior, quando pretendam ingressar em ciclos de estudos que apenas facultem o ingresso através das vias adequadas aos estudantes com formação científico-humanística.


Mais informações em https://www.dges.gov.pt/pt/pagina/acesso-ao-ensino-superior-para-diplomados-de-vias-profissionalizantes


Alunos oriundos do Sistema Educativo Andorrano


Candidatura ao Ensino Superior Português para alunos oriundos do sistema educativo andorrano: procedimentos e documentação.


- Documentos académicos dos anos de escolaridade 4º ESO, 1º e 2º BAC, traduzidos ao portugués. A tradução oficial, terá que ser realizada por tradutor oficial em Andorra (solicitar esta informação no consulado);

- Realizar Prova Oficial de Batxillerat 

(

POB); apresentar documento comprovativo de realização do exame e tradução oficial;

- Realizar Prueba de Acceso a la Universidad (PAU), provas de acesso à universidade do sistema educativo espanhol (apresentar documento comprovativo de realização do exame e tradução oficial) ou fazer os exames finais nacionais (provas de ingresso) específicas do curso em Portugal;

- Solicitar no Comú um certificado de residência;

- Realizar a candidatura online ao ensino superior pelo concurso nacional através do portal da Direção-Geral do Ensino Superior (DGES), devendo possuir para o efeito uma senha de acesso. Para pedir a atribuição de senha deve preencher o formulário de pedido de atribuição de senha e seguir as instruções apresentadas;


PORTUGAL, uma porta para o conhecimento





Mais informações em:
https://www.dges.gov.pt/pt
https://www.study-research.pt/